Crie seus próprios eBooks e Pastas

Selecione capítulos de diferentes livros e organize-os em sua própria pasta, de forma simples e rápida. Você pode ainda personalizar a capa e disponibilizar o conteúdo em nossa loja para seus alunos ou colegas.

Educação
Pesquisa
Lazer

Capítulos Selecione um ou vários capítulos para montar sua Pasta

Medium 9788527731331

65 - Doping

SPINOSA, Helenice de Souza; GÓRNIAK, Silvana Lima; BERNARDI, Maria Martha Guanabara Koogan PDF

65

Doping

Maria Santina Moral

INTRODUÇÃO nn

A palavra doping exprime o uso ilícito de substâncias quí­ micas, associadas ou não com técnicas, com o intuito de modificar o resultado em atividade esportiva. Esse termo surgiu pela primeira vez no dicionário inglês, em 1899, referindo-se a uma mistura de ópio e narcóticos usada para cavalos. Segundo o Oxford English Dictionary, acre­ dita-se que esse termo seja originário de doop, da língua holandesa, que significa imersão associada à cerimônia do “batismo cristão”. O fervor religioso desta cerimônia levou ao uso “cínico” e “desdenhoso” da palavra doop para descrever o estado de euforia induzido por certas substâncias quí­micas.

A literatura relata que os atletas dos jogos olímpicos rea­ li­zados na Grécia, bem antes da era Cristã, já faziam uso de todos os meios disponíveis, com a finalidade de aumentar seus desempenhos. Em Medicina Veterinária, há relatos de que na Roma Antiga, a mistura de água e mel (hidromel) era administrada aos cavalos para melhorar o desempenho destes animais nas corridas de biga. No ­século 17 relata-se a utilização de sementes de anis, mel e outros ingredientes com intuito de melhorar o desempenho atlético dos animais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527728317

Seção 19 | Doenças Infecciosas

LOPES, Antonio Carlos Roca PDF

Seção 19 | Doenças Infecciosas

Coordenador

Vicente Amato Neto

Capítulo 316 | Infecção por Hospedeiro Imunocomprometido, 2904

Capítulo 317 | Varíola, 2907

Capítulo 318 | Sarampo, 2909

Capítulo 319 | Caxumba, 2918

Capítulo 320 | Rubéola, 2922

Capítulo 321 | Exantema Súbito, 2927

Capítulo 322 | Eritema Infeccioso, 2928

Capítulo 323 | Doença de Kawasaki, 2931

Capítulo 324 | Varicela e Herpes-zóster, 2935

Capítulo 325 | Infecção Respiratória Aguda por Vírus, 2938

Capítulo 326 | Febre Amarela, 2941

Capítulo 327 | Dengue, 2948

Capítulo 328 | Hepatites por Vírus, 2953

Capítulo 329 | Mononucleose Infecciosa, 2960

Capítulo 330 | Infecção por Citomegalovírus, 2962

Capítulo 331 | Infecção por Papilomavírus Humano, 2968

Capítulo 332 | Infecção por Vírus Linfotrópico de Células T Humanas

Tipos I e II, 2971

Capítulo 333 | Raiva Humana, 2975

Capítulo 334 | Infecção por Mycoplasma e Chlamydia, 2979

Ver todos os capítulos
Medium 9788547211240

APRESENTAÇÃO

MESSA, Ana Flavia Saraiva - Jur PDF

Sumário

39

APRESENTAÇÃO

A obra Curso de Direito Processual Penal reúne em vinte e seis capítulos importantes estudos do Processo Penal, numa linguagem objetiva e direta, o que certamente será uma contribuição útil na formação acadêmica e também na atuação profissional dos operadores da área jurídica.

Fruto da experiência sedimentada na docência universitária, a obra traz os principais temas do Processo Penal, com enfrentamento dos seus desafios na atualidade, dentro do contexto da clareza e da abrangência temática.

Ponto alto do estudo é o referente à discussão do Processo Penal na dimensão dos direitos fundamentais, bem como à efetividade processual em compatibilidade com as exigências da sociedade contemporânea na busca de um processo de tutela da segurança e da justiça como valores essenciais de um

Estado Democrático de Direito.

São Paulo, julho de 2013.

Ana Flávia Messa

cap00_CursoDireitoProcessualPenal_3ed_001-040.indd 39

Ver todos os capítulos
Medium 9788527716482

Capítulo 139 - Lifting de Coxa

MÉLEGA, José Marcos; VITERBO, Fausto; MENDES, Flávio Henrique Guanabara Koogan PDF

139

Lifting de Coxa

Carlos Del Pino Roxo  •  Ana Claudia Weck Roxo

XX

INTRODUÇÃO

As deformidades que envolvem a face interna das coxas geralmente fazem parte de uma gama de alterações do contorno corporal e, por isso, devem ser entendidas e tratadas como parte integrante da unidade estético-funcional tronco-membros inferiores. Assim, a perda da elasticidade e do tônus cutâneo da região das coxas é frequentemente acompanhada de relaxamento aponeurótico e flacidez da parede abdominal. Contudo, é o tratamento da região medial das coxas o maior desafio para o cirurgião. A flacidez da região medial das coxas é um dos primeiros sinais de envelhecimento nos membros inferiores,1 e está relacionada ao relaxamento musculoesquelético somado ao relaxamento do sistema fascial superficial do tronco e membros inferiores.

Até 20 anos atrás, o lifting de coxas, apesar de descrito,2-4 não tinha muita aceitação pelos cirurgiões devido a problemas comuns, como o alargamento e migração das cicatrizes, as deformidades na vulva e a recorrência precoce da ptose.5

Ver todos os capítulos
Medium 9788502171435

CAPÍTULO X - Execução de título judicial de obrigação de entrega de coisa: “cumprimento de sentença” de obrigação de entrega de coisa

Souza, Bernardo Pimentel Editora Saraiva PDF

C APÍTULO

X

[Execução de título judicial de obrigação de entrega de coisa:

“cumprimento de sentença” de obrigação de entrega de coisa]

1.

CONCEITO, NATUREZA JURÍDICA E PRECEITOS DE REGÊNCIA

A execução de título judicial para o cumprimento de obrigação para a entrega de coisa se dá no mesmo processo no qual houve a imposição da condenação, com o prosseguimento daquele (processo), só que agora na fase executiva, para o cumprimento da sentença, com fundamento nos arts. 461-A, caput e parágrafos, e 475-I, caput, do CPC.

2.

APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA DAS REGRAS DO ART. 461 DO CPC

Em vista do disposto no § 3º do art. 461-A do CPC, as regras arroladas nos parágrafos do art. 461 são aplicáveis por analogia à execução de título judicial de obrigação para a entrega de coisa. Daí a justificativa para a incidência do exposto ao longo do anterior capítulo do presente compêndio também ao cumprimento de sentença para a entrega de coisa.

3.

INICIATIVA E PROCEDIMENTO DA EXECUÇÃO PREVISTA NO

ART. 461-A DO CPC

Tal como se dá no cumprimento da sentença de obrigação de fazer e de não fazer, a execução da obrigação para a entrega de coisa também

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos