67 capítulos
Medium 9788541202404

Capítulo 7 – Estresse e doenças cardiovasculares

AMATO, Marisa Campos Moraes Grupo Gen PDF

Capítulo

7

Estresse e doenças cardiovasculares

Marisa Campos Moraes Amato

Por razões sociais ou de sobrevivência, o homem frequentemente precisa suprimir a resposta comportamental instintiva: a livre expressão do ressentimento não é normalmente aceita na convivência social. Talvez esteja nesse fato o fator mais frequente a produzir o estresse.

Atualmente, encontra-se amplamente estabelecida a visão de que o estresse é um importante fator de risco para as doen­ças cardiovasculares, como hipertensão arterial, arritmias, angina, infarto do miocárdio. Essa ideia é inferida tanto pela observação de que os in­di­ví­duos estressados apresentam maior incidência dessas doen­ças, como também por elas ocorrerem prevalentemente nas sociedades ocidentais urbanizadas e industrializadas. Em outras palavras, são características da sociedade moderna e competitiva, na qual os in­di­ví­duos despendem muita energia na tentativa de se adaptarem às situações con­ti­nuamente alteradas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788541202404

Capítulo 32 – Demências

AMATO, Marisa Campos Moraes Grupo Gen PDF

Capítulo

32

Demências

Marcelo Campos Moraes Amato

Rafael Canineu

Marcos Gallan Morillo

Demência ou síndrome demencial é caracterizada pela perda da capacidade intelectual previamente adquirida, grave o suficiente, para interferir nas atividades diá­rias e/ou na vida profissional do in­di­ví­duo e que não depende de alterações do nível de consciên­cia. O déficit de memória é a característica principal, no entanto, a definição da doen­ça requer o comprometimento de pelo menos outra função cognitiva:

• Linguagem: dificuldade para nomeação de objetos, troca de fonemas ou palavras, dificuldade de escrita.

• Apraxias: dificuldade para copiar desenhos, imitar gestos ou vestir-se.

• Agnosias: dificuldade para reconhecer lugares, pessoas ou objetos, perde-se na rua.

• Distúrbio das funções executivas: dificuldades na percepção, abstração ou julgamento, ao se deparar com um problema abstrato a ser resolvido, um cálculo; dificuldade no planejamento, organização e sequenciamento de atividades, por exemplo, ao preparar o jantar, ao cuidar das finanças.

Ver todos os capítulos
Medium 9788541202404

Capítulo 42 – Tontura e zumbido

AMATO, Marisa Campos Moraes Grupo Gen PDF

Capítulo

42

Tontura e zumbido

Flávia Silveira

Andrea Sakai

João Vicente Dorgam

Tontura

Definição

A tontura é definida como ilusão de movimento e tem várias formas de apresentação, podendo ser caracterizada por vertigem, desequilíbrio, flutuação etc. É a principal manifestação das vestibulopatias, mas nem sempre sua origem está no sistema vestibular. Ela pode ser manifestação de doen­ças sistêmicas ou mesmo conse­quência de algum problema neurológico, ­visual, cervical ou somatossensorial.

Origem

O equilíbrio corporal é resultado da integração de informações, pelo SNC, proveniente de receptores localizados na visão, no labirinto e no sistema somatossensorial, sobre nossa posição no espaço. Essa integração gera respostas muscula­res adequadas que mantêm a postura e os movimentos. Quando essas informações são inadequadas ou a integração delas não é rea­li­zada corretamente, gera um conflito na percepção do corpo no espaço, resultando em tontura.

Ver todos os capítulos
Medium 9788541202404

Capítulo 4 – Sigilo médico

AMATO, Marisa Campos Moraes Grupo Gen PDF

Capítulo

4

Sigilo médico

Silvana Campos Moraes Amato

“O que sei por confissão, sei-o menos do que aquilo que nunca soube.”

Santo Agostinho

O sigilo médico representa, talvez, o mais importante pilar de sustentação do prestígio da medicina. “É o esteio, é a coluna mestra de toda a deontologia médica”, segundo Flamínio

Fávero”.

O Juramento de Hipócrates, pronunciado solenemente pelo médico ao Colar Grau, que o obriga, sob amea­ça do castigo de Apolo, Asclépio, Higea e Panaceia, a conservar como Segredo, no exercício da medicina, o que vier a ver ou ouvir. Diante dessas circunstâncias sua transgressão é uma falta que nem os demais perdoam.

O sigilo profissional tem posto a medicina, muitas vezes, em dificuldade. Esta ocorre quando se trata de personalidade pública, sejam políticos, artistas ou esportistas. São fascinados pela publicidade, alardeiam o seu mal, aproveitando o espaço oferecido pela mídia e, com essa atitude, criam problemas éticos para o médico. Caberá a ele limitar-se a dar as informações ao Diretor Clínico do Hospital ou Clínica que deverá, por sua vez,

Ver todos os capítulos
Medium 9788541202404

Capítulo 16 – Profilaxia da febre reumática

AMATO, Marisa Campos Moraes Grupo Gen PDF

Capítulo

16

Profilaxia da febre reumática

Marisa Campos Moraes Amato

A profilaxia da doen­ça reumática fez cair drasticamente sua incidência, bem como da infecção estreptocócica. A profilaxia primária visa combater qualquer infecção estreptocócica, prevenindo, assim, a doen­ça reumática, enquanto a profilaxia secundária visa combater a recorrência da doen­ça na população com elevada taxa de probabilidade.

Profilaxia primária

Deve ser feita em todos os in­di­ví­duos, par­ticular­mente em crianças e adolescentes, com infecção estreptocócica. O progresso da produção da penicilina afastou de vez as impurezas, responsáveis pelos processos alérgicos. Hoje, pode-se usá-la com maior segurança.

Ao se optar pelo tratamento VO, devem-se respeitar a dose, o intervalo entre as doses e a

Tabela 16.1 – Recomendações para profilaxia primária da febre reumática, conforme Diretrizes

Brasileiras, 2009

Medicamento/opção

Esquema

Duração

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos