17643 capítulos
Medium 9788547222796

CAPÍTULO 12 - ATIVIDADES PRÁTICAS

RIBEIRO, Osni Moura Saraiva - Jur PDF

CAPÍTULO 12

ATIVIDADES

PRÁTICAS

NOTAS:

• Neste capítulo, apresentamos duas práticas envolvendo apuração do resultado do exercício e elaboração das demonstrações contábeis, que poderão ser desenvolvidas em sala de aula ou como tarefa extraclasse.

• Nos cursos em que não haja tempo suficiente para desenvolver estas práticas em sala de aula, o professor selecionará, dentre estas e as constantes no Capítulo 2, aquelas que melhor atendam às necessidades da turma.

• É sempre importante destacar que, as expressões ”resultado do exercício” e “resultado do período” são utilizadas neste livro com o mesmo significado.

12.1 Prática 1 – Solucionada

COMPANHIA: Comercial Ana Rosa S/A

BALANÇO PATRIMONIAL

EXERCÍCIO FINDO EM:31/12/X1

CONTAS

$

ATIVO

ATIVO CIRCULANTE

DISPONIBILIDADES

• Caixa

50.000

CLIENTES

• Duplicatas a receber

100.000

TRIBUTOS A RECUPERAR

• ICMS a Recuperar

Ver todos os capítulos
Medium 9788547222796

CAPíTULO 11 - NOTAS EXPLICATIVAS, RELATÓRIO DA DIRETORIA E OPINIÃO DO AUDITOR INDEPENDENTE

RIBEIRO, Osni Moura Saraiva - Jur PDF

CAPÍTULO 11

NOTAS EXPLICATIVAS,

RELATÓRIO DA

DIRETORIA E

OPINIÃO DO AUDITOR

INDEPENDENTE

11.1 Notas Explicativas

11.1.1 Entendendo as Notas Explicativas

O que são Notas Explicativas, para que servem e quais informações posso extrair delas?

Respostas: a. As Notas Explicativas (NE), como o próprio nome diz, são esclarecimentos que

complementam as informações contidas nas demonstrações contábeis. b. Elas têm por finalidade auxiliar o usuário a entender melhor as informações

apresentadas nas demonstrações contábeis. c. Lendo as Notas Explicativas, você fica conhecendo detalhes que não estão explí-

citos nos dados informados nas demonstrações contábeis.

Segundo as normas contábeis, cada item das demonstrações contábeis deve ter referência cruzada com a respectiva informação apresentada nas notas explicativas.

Em outras palavras, cada item apresentado nas Notas Explicativas deve ser numerado ou codificado, e o seu número ou código deve aparecer na demonstração contábil, para que o leitor faça a remissão e encontre facilmente o esclarecimento que se pretende apresentar.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547222796

CAPÍTULO 10 - DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

RIBEIRO, Osni Moura Saraiva - Jur PDF

CAPÍTULO 10

DEMONSTRAÇÃO

DO VALOR

ADICIONADO

10.1 Entendendo a Demonstração do Valor Adicionado

O que é a Demonstração do Valor Adicionado, para que serve e quais informações posso extrair dela?

Respostas: a. A Demonstração do Valor Adicionado (DVA) é uma demonstração contábil (ou

relatório contábil) elaborada com dados extraídos da escrituração contábil da entidade, com a finalidade de evidenciar o quanto de riqueza a empresa gerou e distribuiu em um determinado exercício social (período). b. Ela mostra o quanto de riqueza uma empresa produziu, isto é, o quanto a em-

presa adicionou de valor aos seus fatores de produção e o quanto e de que forma essa riqueza foi distribuída (entre empregados, governo, acionistas, financiadores de capital), bem como a parcela da riqueza não distribuída. c. Olhando para a Demonstração do Valor Adicionado, você pode extrair várias

informações, que revelarão o montante da riqueza gerada pela empresa, tanto a parte referente a recuperação de riquezas, já geradas em outras etapas por outras entidades que fazem parte da mesma cadeia produtiva, como também a parte da riqueza que a entidade agregou, e também o destino que a entidade deu à parte da riqueza que gerou.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547222796

CAPÍTULO 9 - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

RIBEIRO, Osni Moura Saraiva - Jur PDF

CAPÍTULO 9

DEMONSTRAÇÃO

DOS FLUXOS

DE CAIXA

9.1 Entendendo a Demonstração dos Fluxos de Caixa

O que é a Demonstração dos Fluxos de Caixa, para que serve e quais informações posso extrair dela?

Respostas: a. A Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) é uma demonstração contábil (ou

relatório contábil), elaborada com dados extraídos da escrituração contábil da entidade, com a finalidade de evidenciar as transações ocorridas em um determinado período (exercício), e que provocaram modificações no saldo de Caixa. b. Ela tem por fim evidenciar as transações ocorridas em um determinado período,

e que provocaram modificações no saldo de Caixa da entidade.

Possibilita, também, o conhecimento do montante de dinheiro que ingressou, do montante de dinheiro que saiu, bem como do montante de dinheiro que permaneceu na entidade, no final do período de sua abrangência. c. Olhando a DFC, você encontra várias informações envolvendo o fluxo de entra-

Ver todos os capítulos
Medium 9788547222796

CAPÍTULO 8 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

RIBEIRO, Osni Moura Saraiva - Jur PDF

CAPÍTULO 8

DEMONSTRAÇÃO

DAS MUTAÇÕES DO

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

8.1 Entendendo a Demonstração das Mutações do Patrimônio

Líquido

O que é a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, para que serve e quais informações posso extrair dela?

Respostas: a. A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) é uma demons-

tração contábil (ou relatório contábil), elaborada com dados extraídos da escrituração contábil da entidade, que tem por finalidade evidenciar as variações ocorridas em todas as contas que compõem o Patrimônio Líquido em um determinado período. b. Ela mostra as variações que ocorreram em todas as contas integrantes do Patri-

mônio Líquido, durante um determinado período. c. Olhando para a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, você fica

conhecendo os principais fatos que ocorreram durante o exercício social (período de abrangência da DMPL) e que foram responsáveis pelas alterações em contas e saldos de contas integrantes do Patrimônio Líquido.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos