211 capítulos
Medium 9788502175976

RESOLUÇÃO NORMATIVA N. 62, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2004

Mafei Rabelo Queiroz, Rafael; Editora Saraiva PDF

250 Migração de Trabalhadores para o Brasil

II – certificado de credenciamento da instituição financeira, na forma estabelecida pelo Banco Central do Brasil; e,

III – outros documentos previstos na Resolução Administrativa n.

7, de 6 de outubro de 2004.

Parágrafo único. Os documentos em idioma estrangeiro deverão ser autenticados pelas repartições consulares brasileiras e traduzidos por tradutor juramentado no Brasil.

Art. 3º O Ministério do Trabalho e Emprego comunicará ao Ministério das Relações Exteriores as autorizações concedidas nos termos desta Resolução Normativa para fins de concessão do visto permanente.

Art. 4º Esta Resolução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

NILTON FREITAS

Presidente do Conselho Nacional de Imigração

Publicada no DOU n. 131, de 11 de julho de 2005, Seção I, pág. 32.

RESOLUÇÃO NORMATIVA N. 62, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2004

Disciplina a concessão de autorização de trabalho e de visto permanente a estrangeiro, Administrador, Gerente, Diretor, Executivo, com poderes de gestão, de Sociedade Civil ou Comercial, Grupo ou Conglomerado econômico.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522474967

3 Ambiente Interno

PÚBLIO, Marcelo Abilio Grupo Gen PDF

104 

Como Planejar e Executar uma Campanha de Propaganda  •  Públio

com um grande número de pessoas na sua área de atuação e, consequentemente, transmitem a imagem da organização.

A maioria das informações sobre o ambiente interno da organização que são descritas no projeto derivam diretamente do briefing coletado junto ao anunciante, por isso é fundamental que este seja bem-feito e consiga abranger a maior parte possível das informações estratégicas.

Os primeiros dados que devem constar na análise interna da organização:

• o nome da mesma;

• seu nome fantasia;

• área de atuação;

• endereço de seu site na Internet;

• descrição de seus principais produtos.

Outros dados que podem ser interessantes são:

• número de firmas;

• localização das principais firmas;

• número de funcionários;

• pessoa de contato;

• cargo e forma de contato com a mesma.

O próximo item que deve constar na análise interna de uma organização é seu histórico. Este pode ser apresentado em forma de diagrama do tipo linha do tempo, onde destacam-se apenas os principais eventos relacionados à organização.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522466023

Parte I - 1 Homem e Sociedade

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF

1 t:::J

Homem e Sociedade

c:::::J

1.1 O CONHECIMENTO: CARACfERÍSTICA FUNDAMENTAL

DA HUMANIDADE

Não há o que caracterize mais a condição humana do que a capacidade de conhecer, de construir compreensão sobre os meios e os processos necessários para a organização e a facilitação do ato de viver. O conhecimento, produto da atividade consciente do pensamento, estabelece a natureza social do ser humano e o condiciona a sua história e a sua cultura.

Compreender como se dá o conhecimento é necessidade humana das mais relevantes, uma vez que, por meio dessa compreensão, a humanidade tem a possibilidade de avançar em seu processo de civilização. Para que essa compreensão seja possível, faz-se necessário o questionamento permanente sobre a natureza das forças cognitivas humanas, sobre o próprio conhecimento e o processo pelo qual o ser humano constrói o pensar. No intuito desse questionamento, será proposto abaixo um exercício de reflexão que abordará o próprio caminho da construção do conhecimento enquanto processo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522466023

1 Homem e Sociedade

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF

1 t:::J

Homem e Sociedade

c:::::J

1.1 O CONHECIMENTO: CARACfERÍSTICA FUNDAMENTAL

DA HUMANIDADE

Não há o que caracterize mais a condição humana do que a capacidade de conhecer, de construir compreensão sobre os meios e os processos necessários para a organização e a facilitação do ato de viver. O conhecimento, produto da atividade consciente do pensamento, estabelece a natureza social do ser humano e o condiciona a sua história e a sua cultura.

Compreender como se dá o conhecimento é necessidade humana das mais relevantes, uma vez que, por meio dessa compreensão, a humanidade tem a possibilidade de avançar em seu processo de civilização. Para que essa compreensão seja possível, faz-se necessário o questionamento permanente sobre a natureza das forças cognitivas humanas, sobre o próprio conhecimento e o processo pelo qual o ser humano constrói o pensar. No intuito desse questionamento, será proposto abaixo um exercício de reflexão que abordará o próprio caminho da construção do conhecimento enquanto processo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788502175976

PROFESSOR, PESQUISADOR OU CIENTISTA ESTRANGEIRO – RN N. 01/97

Mafei Rabelo Queiroz, Rafael; Editora Saraiva PDF

Anexo B

Guia de procedimentos, documentos necessários e observações sobre os pedidos de visto e autorização de trabalho

Abaixo, trazemos transcrição de trechos relevantes do guia1 do Ministério do Trabalho e Emprego sobre procedimentos em matéria de pedidos de visto e autorização de trabalho. Cumpre ressaltar, conforme ventilado no texto desta obra, que todo pedido de visto/ autorização de trabalho hoje necessita ser pré-cadastrado no sistema

MIGRANTEWEB2 do site do MTE para que possa ser devidamente processado. A ideia deste anexo é disponibilizar, de forma organizada, e em conjunto com a obra, dados práticos que o leitor pode vir a necessitar, tais como relações de documentos necessários para pedido de autorização de trabalho.

PROFESSOR, PESQUISADOR OU CIENTISTA ESTRANGEIRO

– RN N. 01/97

Disciplina a concessão de visto para professor, técnico ou pesquisador de alto nível e para cientistas estrangeiros.

» Tipo de visto: Permanente (no caso de exercício de atividade por prazo superior a dois anos) ou Temporário (no caso de exercício de atividade pelo prazo de até dois anos).

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos