942 capítulos
Medium 9788521614807

Capítulo 2- Componentes do sistema

BURGESS, Mark Grupo Gen PDF

Capítulo

2

Componentes do sistema

Neste capítulo, agruparemos os componentes de uma comunidade homem-computador, a fim de preparar o caminho para uma discussão sobre seu gerenciamento.

2.1 O que é ‘‘o sistema’’?

Na administração de sistemas, a palavra sistema é usada para denominar tanto o sistema operacional quanto um computador, e geralmente, o conjunto de todos os computadores que cooperam em uma rede coletivamente. Se examinarmos os sistemas de computador analiticamente, falaremos mais precisamente sobre sistemas homem-computador:

Definição 1 (sistema homem-computador). Uma colaboração organizada entre pessoas e computadores para resolver um problema ou fornecer um serviço. Embora os computadores sejam determinísticos, as pessoas não são, portanto, os sistemas homem-computador não são determinísticos.

Com relação à parte da máquina, poderíamos falar sobre sistemas operacionais que controlam a operação de computadores. O termo sistema operacional não tem uma definição aceita rigorosamente. Atualmente, com freqüência ele é considerado como o conjunto de todos os programas agrupados em um computador, combinando tanto um kernel de serviços básicos quanto utilitários para usuários: algumas pessoas preferem usar o termo mais restritivamente (veja abaixo).

Ver todos os capítulos
Medium 9788521633532

7 - O PROCESSADOR EM DETALHE

DELGADO, José; RIBEIRO, Carlos Grupo Gen PDF

7 - O Processador em

Detalhe

Os capítulos anteriores descreveram o PEPE, sobretudo de um ponto de vista externo, de quem o utiliza para construir um computador e programar aplicações básicas. No entanto, e apesar de o PEPE ser um microprocessador muito simples em relação aos que existem no mercado, há ainda muitos aspectos a serem revelados, que não influenciam de forma aparente o conjunto de instruções, mas que têm grande impacto no projeto do processador, no seu desempenho e na sua funcionalidade.

Antes de tudo, é preciso entender como os vários componentes internos de um processador conseguem cooperar para implementar o conjunto de instruções, não apenas do ponto de vista específico da execução das instruções, particularmente em termos do processamento de dados, mas também como se estabelece o controle e o encadeamento das várias operações elementares (microinstruções) necessárias.

Um aspecto sempre fundamental é o desempenho do processador, que executa muitas operações de forma sequencial.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577806157

17 Executando a Recuperação de Banco de Dados

Watson, John Grupo A - Bookman PDF

598

OCA ORACLE DATABASE 11g: GUIA DO EXAME DE ADMINISTRAÇÃO I (EXAME 1ZO-052)

O

s termos restaurar e recuperar têm significados precisos no ambiente Oracle.

Restaurar um arquivo é extraí-lo de um backup e retorná-lo ao local onde ele foi criado. Se um arquivo de dados está danificado ou faltando, uma operação de restauração o substituirá por uma cópia de backup. Até aqui, tudo bem, mas o arquivo restaurado estará desatualizado se comparado com o restante do banco de dados. Para recuperar o arquivo, extraia os vetores de alteração relevantes do fluxo de redo log e aplique-os para avançar o arquivo no tempo até que ele esteja sincronizado com o restante do banco de dados.

A restauração e a recuperação constituem um tópico importante e existem muitas possibilidades, dependendo da natureza da falha. No primeiro exame de OCP, apenas o conhecimento limitado é testado: diagnósticos e reparação de problemas óbvios, usando o Data Recovery Advisor.

OBJETIVO DE CERTIFICAÇÃO 17.01

VISÃO GERAL DO DATA RECOVERY ADVISOR

Ver todos os capítulos
Medium 9788577801480

13. Trabalhando com Símbolos

Adobe Creative Team Grupo A - Bookman PDF

13 Trabalhando com

Símbolos

Nesta lição, você aprenderá o seguinte:

• Aplicar instâncias de símbolo

• Criar um símbolo

• Utilizar as ferramentas de simbolismo

• Modificar e redefinir um símbolo

• Armazenar e recuperar arte-final no painel Symbols

Introdução

Nesta lição, você terminará a arte-final de um cartaz. Antes de começar, restaure as preferências padrão do Adobe Illustrator; em seguida, abra o arquivo contendo a versão pronta da arte-final para ver o que você vai criar.

1 Para assegurar que as ferramentas e os painéis funcionem exatamente

como descritos nesta lição, exclua ou desative (renomeando) o arquivo de preferências do Adobe Illustrator CS3. Consulte “Restaurando as preferências padrão”, na página 19.

2 Inicie o Adobe Illustrator CS3.

Nota: Se você ainda não copiou os arquivos desta lição para o seu disco rígido a partir da pasta Lesson13 do CD que acompanha este livro, faça isso agora. Veja “Copiando os arquivos do Classroom in a Book”, na página 18.

3 Escolha File > Open e abra o arquivo chamado 13end.ai na pasta Les-

Ver todos os capítulos
Medium 9788521608714

Apêndice

CARMARGO, Liriane Soares de Araujo de; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borseti Gregório Grupo Gen PDF

Apêndice

Fase 1 – Levantamento de requisitos e planejamento

Atividade 1 – coletar requisitos

Formulação de perguntas

Práticas

Práticas

Descrição textual dos requisitos

Descrição gráfica dos requisitos

Estudo de usuários

Atividade 2 – elaborar documento de requisitos

Atividade 3 – elaborar planejamento

Formulação de perguntas

Práticas

Análise de risco

Etnografia

Listagem de recursos

Fase 2 – Análise e projeto

Etapa 2.1 – Tratamento funcional

Atividade 1 – listar e projetar as funcionalidades do ambiente

Listagem de funcionalidades

Práticas

Diagramas de caso de uso

Diagrama de sequência

Diagrama de atividade

Etapa 2.2 – Tratamento estrutural

Atividade 1 – analisar e projetar a estrutura e os fluxos informacionais do ambiente

Modelo de arquitetura

Práticas

Diagrama de contexto

Diagrama de fluxo de dados

Diagrama de classe

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos