164 capítulos
Medium 9788577808540

6 CRIANDO NAVEGAÇÃO INTERATIVA

Adobe Creative Team Grupo A - Bookman PDF

208 ADOBE FLASH CS5

Classroom in a Book

Introdução

Para começar, visualize o guia interativo de restaurantes que você vai criar para aprender a fazer projetos interativos no Flash.

1 Dê um clique duplo no arquivo 06End.swf, na pasta Lesson06/06End, para reproduzir a animação.

O projeto é um guia interativo de restaurantes de uma cidade fictícia. Os usuários podem clicar em qualquer botão para ver mais informações sobre um restaurante específico. Nesta lição, você vai criar botões interativos e estruturar a Timeline adequadamente. Também vai aprender a escrever ActionScript para dar instruções sobre cada botão.

2 Feche o arquivo 06End.swf.

3 Dê um clique duplo no arquivo 06Start.fla, na pasta Lesson06/06Start, para abrir o arquivo de projeto inicial no Flash. O arquivo já possui vários recursos no painel Library e o Stage já foi dimensionado de modo apropriado.

4 Escolha File > Save As. Nomeie o arquivo como 06_workingcopy.fla e salve-o na pasta 06Start – isso garante que o arquivo original vai estar disponível caso você queira recomeçar.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577806348

9. CHROMA KEY

Adobe Creative Team Grupo A - Bookman PDF

242 ADOBE AFTER EFFECTS CS4

Classroom in a Book

Sobre chroma key

O processo de chroma key define a transparência de acordo com um valor de cor específico (com uma chave de cores [color key]) ou valor de brilho (com uma chave de luminosidade [luminance key]) em uma imagem. Ao definir (key out) um valor, todos os pixels com valores semelhantes de cor ou luminosidade tornam-se transparentes.

O chroma key facilita trocar um fundo com uma cor ou brilho consistente por outra imagem, o que é especialmente útil ao trabalhar com objetos em que é complexo criar uma máscara. A técnica de reduzir um fundo a uma cor consistente muitas vezes é chamada fundo azul (bluescreening) ou fundo verde (greenscreening), embora não seja necessário utilizar azul ou verde; qualquer cor sólida pode ser usada para um fundo.

O Recorte por diferença (difference keying) define a transparência em relação a uma determinada imagem de fundo de base. Em vez de reduzir a uma única cor de tela, você pode transparecer um fundo arbitrário.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577806348

2. CRIANDO UMA ANIMAÇÃO COM PREDEFINIÇÕES E EFEITOS BÁSICOS

Adobe Creative Team Grupo A - Bookman PDF

56 ADOBE AFTER EFFECTS CS4

Classroom in a Book

Introdução

1 Certifique-se de que os seguintes arquivos estão na pasta AECS4_CIB/

Lessons/Lesson02 no disco rígido ou copie-os agora do DVD do Adobe After

Effects CS4 Classroom in a Book.

· Na pasta Assets: 5logo.ai, ggbridge.jpg

· Na pasta Sample_Movie: Lesson02.mov

2 Abra e reproduza o vídeo de exemplo Lesson02.mov para ver o que será criado nesta lição. Ao concluir, feche o QuickTime Player. Exclua esse vídeo de exemplo do disco rígido se houver pouco espaço de armazenamento.

Ao começar a lição, restaure as configurações de aplicativo padrão do After

Effects. Consulte “Restaure as preferências padrão”, na página 15.

3 Pressione Ctrl+Alt+Shift (Windows) ou Command+Option+Shift (Mac OS) ao iniciar o After Effects. Quando solicitado se você quer excluir seu arquivo de preferências, clique em OK.

4 Clique em Close para fechar a janela Welcome. O After Effects se abre e exibe um novo projeto.

5 Escolha File > Save As.

6 Na caixa de diálogo Save As, navegue até a pasta AECS4_CIB/Lessons/

Ver todos os capítulos
Medium 9788536321318

Capítulo 6 - TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

Landeira-Fernandez, J. Grupo A - Artmed PDF

116

Figura 6.1

TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

Grupos de sinais e sintomas que caracterizam uma reação de ansiedade.

de atividades comportamentais, como inquietação, definida pela movimentação das mãos, dos pés ou de qualquer outra parte do corpo, ou por andar de um lado para o outro; e reações fisiológicas associadas, como sudorese, palpitação, náusea e a sensação de vazio no estômago.

Tanto o DSM-IV-TR como a CID-10 definem diferentes transtornos de ansiedade, dentre os quais estão o transtorno de pânico, a agorafobia sem história de transtorno de pânico, a fobia social, a fobia específica, o transtorno obsessivo-compulsivo, o transtorno de estresse agudo, o transtorno de estresse pós-traumático e o transtorno de ansiedade generalizada.

TRANSTORNO DE PÂNICO

O transtorno de pânico possui dois componentes principais: os ataques de pânico inesperados e recorrentes; e o medo e a preocupação constantes quanto a apresentar novos ataques de pânico.

Um ataque de pânico consiste em uma crise aguda de ansiedade de grande intensidade, de início abrupto e curta duração, com destaque para os seguintes sintomas: falta de ar (dispneia), vertigem, sensação de desmaio, palpitação, tremor, sudorese, náusea, formigamento

Ver todos os capítulos
Medium 9788522447237

28 - Combinando várias artes no ensino de comportamento organizacional

Davel, Eduardo Editora Atlas S.A. PDF

28

Combinando várias artes no ensino de comportamento organizacional

Miguel Pina e Cunha

Este capítulo depoimento apresenta o modo de utilização de recursos artístico-culturais na disciplina Comportamento Organizacional oferecida no âmbito de um programa de licenciatura em gestão. A disciplina divide-se em aulas teóricas e práticas. As aulas teóricas desenvolvem os temas principais do comportamento organizacional e seguem os Capítulos 1 a 12 de um livro-texto.�

As aulas práticas recorrem a três suportes: (a) análise de casos retirados de um livro de casos de apoio ao manual;� (b) análise daquilo que foi chamado “casos da vida” (situações encontradas na mídia pelos estudantes); e (c) artes. Neste

último caso, os estudantes são convidados a procurar no mundo das artes ilustrações de conceitos ligados a comportamento organizacional. Uma lista dos temas discutidos num semestre é apresentada no Quadro 28.1.

Sobre a disciplina

A disciplina Comportamento Organizacional é oferecida no âmbito de uma licenciatura em gestão. A licenciatura é generalista, cobrindo as áreas funcionais mais importantes – comportamento organizacional, estratégia, finanças, marketing e operações. A disciplina Comportamento Organizacional constitui prece  CUNHA, M. P.; REGO, A.; CUNHA, R. C.; CABRAL-CARDOSO, C. Manual de comportamento or­ ganizacional e gestão. Lisboa: RH Editora, 2003.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos